Alecrim – Composição, efeitos no organismo, biodisponibilidade…

Última Atualização: 22/08/2021

Compostos:

Principais grupos de compostos presentes no alecrim (1,2)

  • Ácidos fenólicos:
    • Ácido Rosmarínico – RA

  • Diterpenos Fenólicos:
    • Carnosol – CS
    • Ácido Carnósico – CA

Efeitos no organismo:

Propriedade anti-cancer

Seus efeitos protetores se devem principalmente a suas propriedades antioxidantes / anti-inflamatórias, retirando radicais livres e protegendo contra o dano oxidativo causado pelos ROS. (1,2)

Existem estudos mostrando efeitos anti-proliferativos nas células tumorais com CA e Cs, devido a sua capacidade de desestabilizar a membrana mitocondrial levando a liberação de proteínas  proapoptóticas no citoplasma,  promovendo a morte celular. (1,2)

Foi mostrado que o CA foi capaz de gerar uma redução na fosforilação da Akt, via envolvida na proliferação, crescimento e na sobrevivência das células cancerígenas. Essa redução pode gerar morte via apoptose. (1)

Ainda não esta claro se os efeitos vistos são provenientes de polifenóis específicos ou pela combinação de todos eles. (2)

Foram encontrados niveis mais baixos de insulina, receptor de insulina, leptina, IGF-1, assim como  uma redução na atividade de ERK  e na expressão de ciclina D1 e Bcl-xL (associados a regulação da sobrevivência celular). (2)

Propriedade anti-inflamatória

Ativação de PPARγ (1)

Redução da produção de NO estimulada por lipopolissacarídeos. (1)

Inibição da secreção de citocinas pró-inflamatórias, reduzindo TNF-α, IL-1β,IL-6. (1,2)

Efeitos na composição corporal:

Diferentes tipos de extrato foram capazes de diminuir o peso corporal em roedores, assim como o colesterol e os triglicerídeos. (1)

Efeitos neurológicos

Dentre as vias dos efeitos, o efeito antioxidante  e anti-inflamatório estão entre os mais presentes. (1)

CA e CS se mostraram protetores pela redução do ROS causado pela ativação da vida Keap1/Nrf2. (1)

Efeitos metabólicos

 O CA foi o mais eficaz nesse processo. (1)

Alem da diminuição do peso, houve também uma redução na ALT, AST, na glicose, nos níveis de insulina, no peso do fígado, nos TG e nos AGL. (1)

Biodisponibilidade

É necessário cuidado com o modo como o extrato foi obtido, visando não concentrar compostos indesejados. (1)

Apesar da baixa biodisponibilidade a microbiota tem uma grande capacidade de gerar metabolitos talvez mais potentes do que os compostos estudados. (2)

Extratos a base de metanol (solvente alcoólico) se mostrou mais eficaz para produzir os efeitos. (2)

Recomendações Nutricionais

Devido a concentração presente na planta, para que houvesse algum efeito seriam necessários quantidades extremas de consumo, sendo então necessário então a extração do extrato. (1)

Ainda não há estudos em humanos, não havendo uso para humanos ainda. (1,2)

Referências bibliográficas:

1.       Sánchez-Camargo A del P, Herrero M. Rosemary (Rosmarinus officinalis) as a functional ingredient: recent scientific evidence. Curr Opin Food Sci [Internet]. 2017;14:13–9. Available from: http://dx.doi.org/10.1016/j.cofs.2016.12.003

2.       Moore J, Yousef M, Tsiani E. Anticancer effects of rosemary (Rosmarinus officinalis L.) extract and rosemary extract polyphenols. Vol. 8, Nutrients. 2016.