Cobre – Metabolismo, biodisponibilidade, suplementação…

Última Atualização: 10/08/2021

Recomendações Nutricionais:

RDA:

UL:

Fontes Alimentares: Castanha de caju, semente de girassol, castanha do brasil, farinha de soja, amendoim, cacau, chocolate amargo, amendoim, aveia, cevada, lentilha,

Deficiência:

Sinais e sintomas da deficiência:

  • Cansaço e fadiga
  • Osteoporose, flacidez, palidez, queda de cabelo, cabelos ralos e finos
  • Desmielinização
  • Inchaço nos joelhos, cotovelos e punhos
  • Anemia hipocrômica não responsiva ao ferro, neuropenia
  • Disfunção do SNC.
  • A deficiência de cobre pode gerar uma baixa saturação de transferrina

Cobre e estresse:

O estresse leva o aparecimento de cabelos brancos porque  o cobre e o manganês são nutrientes que são utilizados no combate ao estresse, e eles são responsáveis pela coloração (Pós VP)

Cobre e resposta Alérgica:

O cobre atua também na modulação de histamina, ele é cofator para a diamina oxidase que inativa a histamina. (Pós VP)

Cobre e Função cognitiva:

O cobre é essencial na formação da bainha de mielina. (Pós VP)

Cobre e saúde óssea:

Desempenha um papel na formação óssea, na mineralização esquelética e na integridade do tecido conjuntivo. Além disso atua na formação de células da medula óssea, além de ser cofator enzimático da lisil oxidase (Pós VP)