Doença celíaca

Última Atualização: 23/08/2021

A doença  celíaca é uma doença inflamatória mediada por células T, principalmente  do intestino delgado, desencadeada pelo glúten em pessoas geneticamente suscetíveis.

A inflamação crônica do intestino delgado são a atrofia da mucosa e ma absorção de macronutrientes, vitaminas e minerais.

A inflamação também é capaz de baixar as proteínas transportadoras de nutrientes.

As possíveis hipóteses para o aumento da doença celíaca são:

  • Maior conteúdo de glúten nas espécies
    • Aumento nas infecções por rotavirus, aumentando a permeabilidade intestinal
    • Mudanças na pratica da amamentação

A doença geralmente se manifesta entre 1 e 2 anos de vida, podendo acontecer em outras épocas também!

Tanto a infecção intestinal quanto o estresse é capaz de aumentar a permeabilidade intestinal, o que pode piorar os sintomas

Os antígenos ligados ativam células T especificas, resultam na liberação de interfereon-Y e em inflamação intestinal.

A doença celíaca sempre afeta o duodeno ou jejuno proximal, mas pode envolver todo o intestino delgado.

Praticamente todos os pacientes com doença celíaca possuem os alelos de risco HLA-DQ2 ou DQ-8, sendo o teste genético utilizado para exclusão de diagnósticos duvidosos

A maioria dos pacientes apresenta atrofia vilosa com hiperplasia das criptas, e também um aumento de linfócitos intraepiteliais  e de linfócito plasmócitos na lamina própria.

A doença limitada ao duodeno  e ao jejuno proximal resulta na má absorção de ferro, acido fólico e cálcio.

Sintomas clínicos são: diarreia, gases e inchaço, edema (causados pela hipoproteinemia), perda de peso e músculos, manifestações de deficiências de vitaminas e minerais.

A deficiência de Vit. B12 é comum, talvez devido a inflamação crônica.

Na mulher, a anemia pode ser associada incorretamente a perda de sangue pela menstruação.

A baixa massa óssea é normal entre os celíacos, sendo os homens a população de maior risco.

Exames que podem ser solicitados:

  • Hemograma Completo
    • Fígado
    • Albumina
    • Níveis de cálcio
    • Anemia microcítica: Ferro; capacidade total de ligação de ligação do ferro; ferritina;
    • Anemia normocítica ou macrocítica: Acido fólico; Vit. B12
    • Evidências de perda óssea: 25-OH Vit. D; fósforo; magnésio e PTH
    • Cálcio urinário é o padrão ouro para avaliar absorção de calcio

Referências bibliográficas:

1- Khan A, Suarez MG, Murray JA. Nonceliac Gluten and Wheat Sensitivity. Clin Gastroenterol Hepatol [Internet]. 2019;(June):1–11. Available from: https://doi.org/10.1016/j.cgh.2019.04.009