Molibdênio

Última Atualização: 10/08/2021

Recomendações Nutricionais:

RDA:

UL:

Fontes Alimentares: Lentilha, feijão preto, amêndoa, amendoim, castanha do brasil, castanha de caju, pistache, coco, ovo, leite

Deficiência:

Sinais e sintomas:

  • Náuseas, dificuldade na alimentação
  • Problemas de visão
  • Aumento da frequência cardíaca
  • Aumento da frequência respiratória rápida
  • Convulsões, atrasos graves no desenvolvimento, neuro degeneração grave, coma

Ácido Úrico:

(+ sobre o ácido úrico)

Pode atuar no aumento do ácido úrico. O estresse está correlacionado com o acido úrico.  (Pós VP)

Função Antioxidante:

Faz parte de uma enzima antioxidante (xantina oxidase) que atua na isquemia (falta de oxigenação)  e reperfusão (chegada abrupta de oxigênio). Pode ocorrer em crises de estresses.  (Pós VP)

Câncer:

(+ sobre o câncer)

O tetratiomolibdato mostrou a possível inibição da angiogênese e a proliferação de celular cancerosas causadas pelos cobres.  (PósVP)

Doença de Wilson

Tem relação com diversas doenças, como doença de Wilson (doença que retem cobre). Nessa doença o cobre circulante se acumula nos tecidos, resultando em danos hepáticos, complicações neurológicas e danos cerebris. O molibdênio como tetratiomolibdato pode formar um forte complexo com cobre e proteína prevenindo a absorção do cobre.  (Pós VP)

Infertilidade:

Tem sido indicado no tratamento da infertilidade masculina. O mineral reparou a estrutura testicular, regulou a reprodução endócrina, diminuiu o estresse oxidativo e aumentando a resistência a apoptose celular (Pós VP)

Artrite Reumatoide:

(+ sobre artrite reumatoide)

Possíveis efeitos na artrite reumatoide e na esclerose múltipla. (pós vp)