Pinus pinaster – pinheiro-bravo –

Nome cientifico:

Pinus pinaster

Nome popular:

Pinheiro bravo

Parte utilizada:

Casca

Compostos Bioativos:

Mix de flavonóides (procianidinas) + ácidos fenólicos (ácidos cafeíco, ácido cinâmico, ácido cumarínico, ácido ferúlico)

Procianidinas: 65 a 75% do picnogenol

Posologia:

  • ESP (parte utilizada: casca), padronizado em 65% de procianidina: 100-300mg/dia por 4-8 semanas

Principais indicações:

  • Varizes

Varizes:

(+Sobre as varizes)

  • Efeito antioxidante
  • Ação anti-inflamatória
  • Reduz disfunção endotelial e permeabilidade vascular
  • Melhora o fluxo sanguíneo na microcirculação
  • Reduz edema

Pycnogenol, 100mg 3x ao dia, reduziu o edema subcutâneo, e a dor. Foi visto uma boa tolerância com 60 dias de uso, sem alterações no hemograma e nas enzimas hepáticas. (1)

Também exerce efeito benéfico no linfoedema, alteração da função visual, alteração das células endoteliais e da matriz proteoglicana, aumenta a resistência do colágeno e da elastina contra a degradação pela colagenase e elastase e forte poder antioxidante. Indicado em afecções respiratórias como sinusite, rinite, faringite, gripe, resfriado, bronquite e asma. Efeito anti-aging e tratamento de melasma. Alívio de dores de cabeça relacionadas a enxaqueca. Dosagem usual: até 360mg diariamente. (pós)

Referências Bibliograficas:

1- Arcangeli P. Pycnogenol® in chronic venous insufficiency. Fitoterapia [Internet]. 2000 Jun;71(3):236–44. Available from: https://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S0367326X99001641