Resveratrol – Fontes, suplementação, efeitos no organismo…

Última Atualização: 16/04/2021

Composição:

O resveratrol – (trans-3,5,4-trihidroxiistilbeno) é um polifenol de defesa, que pode ser encontrada em varias plantas, mas principalmente, nas cascas da uva vermelha. (1)

Na uva, o resveratrol é concentrado na casca, havendo baixíssima concentração dele na poupa da fruta em si. Geralmente a concentração varia entre 50-100mcg/g (1)

As uvas mais abundantes em resveratrol são: Vitis vinífera no vinho Merlot; V. labrusca e V. muscadine no vinho tipo Moscatel. (1)

Nas uvas, a concentração de resveratrol aumenta durante a fermentação em presença da casca, mas essa quantidade é dependente da variedade da uva e das condições enológicas. (1)

Sua extração da casca pode ser facilitada com o etanol produzido durante o processo de fermentação. (1)

Ele esta relacionado a luz UV-B, sendo ela responsável pelo aumento das enzimas que geram a biossíntese de flavonoides, os quais podem proteger a uva da injuria por raios UV, prevenindo o dano ao material genético da planta. (1)

Absorção:

Em seres humanos o resveratrol é rapidamente absorvido. E quando administrado pela via oral, suas concentrações podem ser detectadas no plasma e na urina. (1)

Alguns estudos concluíram que o trans-resveratrol pode ser absorvido do suco de uva em quantidades biologicamente ativas e em concentrações efetivas para a redução do risco de aterosclerose. (1)

Recomendações nutricionais:

Resumo:

  • Diabetes
  • Obesidade
  • Anti-cancer

Orientações nutricionais:

  • Consumir o vinho junto as refeições.

Segurança:

Apesar de existirem inúmeros estudos que comprovem a eficácia do resveratrol no tratamento de diversas doenças, ainda não há um consenso em relação ao consumo diário de vinho, visto que o álcool pode gerar dependência. (1)

Vinho:

Para alcançar o máximo de benefícios do resveratrol, o vinho deve ser consumido junto a refeição, pois o ácido cinâmico presente no vinho estimula a vesícula biliar a descarregar uma quantidade maior de bile no intestino delgado, melhorando e aumentando a digestão das gorduras. (1)

Outro fator importante é que o alimento retarda a absorção do álcool, com isso o vinho ingerido junto às refeições melhora a absorção do resveratrol, permitindo que os dois atuem sinergicamente. (1)

Suplementação Nutricional:

Dosagem usual: 50mg a 200mg por dia. (Pós Integrativa)

Diabetes:

O resveratrol parece exercer um papel hipoglicêmico, resultado de uma ação aumentada do transportador de glicose na membrana citoplasmática. (1)

No diabetes o resveratrol acaba afetando a secreção de insulina e consequentemente suas concentrações no sangue. (1)

Dentre os mecanismos propostos, existe a influencia nas vias metabólicas AMPK e SIRT1, com possível aumento da biogênese mitocondrial e ação da PPAR-γ coativador 1alfa (PGC-1α). (1)

Obesidade:

Na obesidade, estudos tem relatam a redução de peso corporal e da adiposidade. (1)

Câncer:

O resveratrol tem a capacidade de interferir em alguns tipos de câncer como de mama, próstata, pulmão, cólon, estomago e ovário. (1)

Quando administrado em pequenas doses, associado a quimioterápicos, ele reduz os efeitos tóxicos dos quimioterápicos sobre as células normais, melhorando a eficácia do tratamento. (1)

Alguns estudos tem mostrado inclusive que o resveratrol diminui as ocitocinas inflamatórias dos macrófagos alveolares, por isso acredita-se que os fumantes que consomem vinho tinto tem menos chances de desenvolverem câncer de pulmão. (1)

Dislipidemia:

O resveratrol diminui os níveis de lipídios no soro sanguíneo e na agregação plaquetária, aumenta o HDL, ajuda a remover o colesterol LDL,  e prevenir a obstrução das artérias.

Desempenho:

O resveratrol foi identificado como um potente ativador da biogênese mitocondrial no músculo esquelético em ratos. (2)

Existe um crescente suporte para os benefícios do resveratrol no remodelamento muscular em humanos. (2)

A suplementação de resveratrol pode prejudicar as adaptações do exercício físico, impedindo seus benefícios. (2)

Ainda não houve nenhum resultado positivo em humanos em relação a suplementação de resveratrol  com o remodelamento  do músculo esquelético. (2)

Referências bibliográficas:

1.          Philippi ST, Pimentel CV de MB, Elias MF. Alimentos Funcionais e compostos bioativos. 1a. São Paulo: Manole; 2019. 893 p.

2.          Close GL, Hamilton DL, Philp A, Burke LM, Morton JP. New strategies in sport nutrition to increase exercise performance. Free Radic Biol Med [Internet]. 2016;98:144–58. Available from: http://dx.doi.org/10.1016/j.freeradbiomed.2016.01.016