Glicemia:

Última Atualização: 09/06/2021

Glicemia de jejum:

A glicose de forma isolada não é um bom parâmetro, porém, se associada a insulina basal, se torna um bom marcador.

É importante observar a noite de sono do paciente, pois a privação de sono pode gerar alterações glicêmicas.

Uso em exames:

  • Coleta com pelo menos 8h de jejum. (1)
  • Diagnostico de Diabetes Melito – DM (1)
  • Diagnostico de hipoglicemia (1)

Valores de referência:

  • 70 – 99 mg/dL – Normal (1)
  • 100 – 125 mg/dL – Pré-diabetes. (1)
  •  > 126 mg/dL (7,0 mmol/L)  – Diabetes Melito (1)

Valores aumentados:

  • Diabetes Melitos (1)
  • Aumento da epinefrina circulante (1)
  • Pancreatite aguda (1)
  • Efeito de fármacos e substancias (corticosteroides, álcool, propranolol…) (1)

Valores diminuídos:

  • Distúrbios pancreáticos (1)
  • Doença hepática (1)
  • Distúrbios endócrinos (1)
  • Distúrbios funcionais (1)

Hemoglobina glicada:

É necessário ter cuidado com pessoas com valores diminuídos de hemoglobina, pois a mesma quantidade de glicose terá que se ligar a uma quantidade menor de hemoglobinas.

Uso em exames:

  • Diagnostico para DM (1)
  • Monitoramento e controle de longo prazo do diabetes (1)

Valores de referência:

  • <= 5,6% – Normal (1)
  • 5,7 – 6,4% – Pré-diabetes (1)
  • >= 6,5% – Diabetes (1)
  • O aumento de 1% na HbA1c = +- 30mg/dL na glicose (1)

Valor ideal:

  • O ideal +-5%.

Valores aumentados:

  • Insuficiência renal crônica (1)
  • Anemia ferropriva (1)
  • Aumento dos níveis de triglicerídeos (1)
  • Etilismo (1)

Valores diminuídos:

  • Após transfusões (1)
  • Gravidez (1)
  • Hemoglobinopatias (1)

Insulina basal:

Uso em exames:

  • Diagnostico de insulinoma (1)
  • Diagnostico de hipoglicemia em jejum (1)
  • Não é clinicamente útil para o diagnostico de DM (1)

Valores de referência:

  • Entre 6-27 μUI/mL (1)

Valor ideal:

6 – 1313-2020 -27
  • Até 13 – O valor ideal se encontra no primeiro terço do valor de normalidade.

Obs: Valores aumentados de insulina podem potencializar a produção de triglicerídeos.

Valores elevados:

  • Síndrome autoimune de insulina (1)
  • DM leve não tratada em indivíduos obesos (1)
  • Cirrose (1)
  • Indivíduos obesos tendem a apresentar níveis elevados de insulina (1)

Valores diminuídos:

  • DM tipo 1 (1)
  • Hipopituitarismo (1)
  • DM grave com cetose e perda de peso, podendo resultar em ausência de insulina. (1)

HOMA-IR:

Fórmula:

  • HOMA IR (mg/dL) = (glicose x insulina) / 405
  • HOMA IR (mmol/L) = (glicose x insulina) / 22,5 (geralmente é essa unidade)

Valor de referência:

  • Até 2,7
  • Pode ser interessante estratificar o HOMA-IR por IMC.

Valor ideal:

  • Até 2,1

HOMA-BETA:

Avalia a função das células B.

Valor ideal:

  • Até 150

Mostra que mesmo para determinada glicose, o organismo não precisa produzir tanta insulina.

Referências bibliográficas:

1- Willimson MA, Snyder LM. Wallach – Interpretação de Exames Laboratoriais. 10a. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2016. 1225 p.