Hemorroidas

Última Atualização: 23/08/2021

Fisiopatologia:

Hemorroidas é um termo utilizado quando ocorre um deslocamento inadequado  e sintomático das “almofadas” anais para baixo. Apesar de não haver um consenso sobre sua fisiopatologia, acredita-se que ela é multifatorial, sendo desencadeada por uma inflamação do tecido, pelo aumento da pressão abdominal, pelo colapso da musculatura suspensória do tecido, alem de outros fatores como uma dieta baixa em fibras, baixa em água, com consequente aumento na força para evacuação…

  • Vá ao médico, muitas pessoas acham que possuem hemorroidas, mas na verdade possuem outras doenças, e fazem essa confusão devido a semelhança dos sintomas.
  • Caso confirmado, melhore seu estilo de vida, apesar de não ser claro, estudos já associaram o aparecimento da doença à obesidade, a uma dieta pobre em fibras, a constipação ou diarreia frequente, a  desidratação e ate mesmo o tempo no banheiro durante a defecação.

Dietoterapia:

  • Coma mais fibras (Sementes, aveia, vegetais…), suplementos de fibras são recomendados durante a fase de sintomas aparentes.
  • Beba mais água durante todo o dia! Seu organismo não consegue acumular água, ela deve ser ingerida de forma constante durante o dia, não adianta beber 2l de uma vez, e nunca mais.
  • Evite pimentas. Um de seus compostos a capsaicina ja foi associada ao aparecimento dos sintomas.
  • Diminua o tempo no banheiro, alguns estudos mostram que de 3 a 5 minutos seria o ideal. (nada de ler ou mexer no celular por horas)
  • Diminua seu peso, o aumento da pressão abdominal é relacionado ao seu surgimento.

Obs: todas as recomendações apesar de serem baseadas em estudos, ainda são pouco comprovadas, não havendo um guia exato para seu tratamento.

Referências bibliográficas:

1- Sandler, R. S., & Peery, A. F. (2018). Rethinking What We Know About Hemorrhoids. Clinical Gastroenterology and Hepatology. doi:10.1016/j.cgh.2018.03.020

2- Guttenplan, M. (2017). The Evaluation and Office Management of Hemorrhoids for the Gastroenterologist. Current Gastroenterology Reports, 19(7). doi:10.1007/s11894-017-0574-9 

3- Higuero, T., Abramowitz, L., Castinel, A., Fathallah, N., Hemery, P., Laclotte Duhoux, C., … Vinson-Bonnet, B. (2016). Guidelines for the treatment of hemorrhoids (short report). Journal of Visceral Surgery, 153(3), 213–218. doi:10.1016/j.jviscsurg.2016.03.004 

4- Rakinic, J., & Poola, V. P. (2014). Hemorrhoids and Fistulas: New Solutions to Old Problems. Current Problems in Surgery, 51(3), 98–137. doi:10.1067/j.cpsurg.2013.11.002 

5- Hall, J. F. (2013). Modern Management of Hemorrhoidal Disease. Gastroenterology Clinics of North America, 42(4), 759–772. doi:10.1016/j.gtc.2013.09.001 

6- Rivadeneira, D. E., Steele, S. R., Ternent, C., Chalasani, S., Buie, W. D., & Rafferty, J. L. (2011). Practice Parameters for the Management of Hemorrhoids (Revised 2010). Diseases of the Colon & Rectum, 54(9), 1059–1064. doi:10.1097/dcr.0b013e318225513d