Hibiscus Sabdariffa – Hibisco:

Nome cientifico:

Hibiscus sabdariffa

Nome Popular:

Hibisco

Parte utilizada:

Flores

Produtos disponíveis no mercado:

  • Extrato seco / Extrato seco solúvel
  • Infusão
  • Tintura Vegetal

Posologia:

  • Infusão: 3g em 150mL de água, 3x ao dia.
  • Extrato seco: 100-400mg, 1 a 3x ao dia.
  • Extrato seco solúvel: dissolver 6g em 1 col. de sobremesa
  • Tintura: 75 gotas em 100mL, 3x ao dia.

Composição:

Derivado da planta Hibiscus Sabdariffa, o chá de hibisco é muito tradicional na medicina oriental.

Possui 33 metabolitos, incluindo flavonoides, antocioninas, ácidos fenólicos e ácidos orgânicos alifáticos. (1)

Foi avaliado o impacto dos diferentes metodos de extração, decocção, infusão e maceração em relação ao conteúdo de extração. (1)

A maceração a frio foi a mais positiva para a preservação de antocianinas, substância com maior propriedade hipoglicemiante. (4) Alem disso, foi encontrado também efeitos anti-hipertensivos, devido a inibição da enzima conversora de angiotensina. (1)

Os ácidos fenólicos foram mais bem preservados na infusão, sendo estes mais eficazes no emagrecimento. (1)

Efeitos no organismo:

  • Efeito Diurético
  • Efeito anti-hipertensivo

Efeito Diurético:

Diversos estudos demonstram a atividade diurética dessa planta.

Alguns estudos inclusive mostraram que esse efeito diurético acaba influenciando a pressão arterial de ratos com hipertensão. (4)

Um estudo que coletou a urina de ratos, verificou um aumento no volume 6h depois da decocção do hibisco.

Efeito Anti-hipertensivo:

(+Sobre a Hipertensão)

Geralmente se usa 1,25-10g/dia (infusão) por pelo menos 3 semanas.

Um estudo avaliou a utilização de 1,25g/240mL de água 3x ao dia. Encontrou a redução da pressão sistólica, com tendência de redução da pressão diastólica. (7)

Em um estudo com hipertenso, o chá se mostrou capaz de reduz a hipertensão arterial quando tomado de forma crônica. Seus efeitos foram cumulativos ate o 12º dia, retomando a níveis normais quando cessado consumo. (2)

Não se sabe ao certo o mecanismo pelo qual isso acontece, se isso acontece devido a seu efeito diurético ou se a outros mecanismos envolvidos. Mas acredita-se que a inibição da angiotensina I gera uma diminuição da liberação da aldosterona, causando uma diminuição da resistência vascular (2)

Simultaneamente a inativação da angiotensina haveria um aumento na concentração das  prostaglandinas (vasodilatadora). (2)

Esses efeitos gerariam uma diminuição da pressão arterial sem modificar a taxa de batimentos cardíacos. (2)

Foi visto também que através da ativação dos canais de cálcio o hibisco foi capaz de reduzir a PAS em adultos pré ou levemente hipertensos (3)

Um estudo mostrou que o consumo no café da manhã de 10g de cálices de hibisco, infundido em 500mL de água, 4x na semana, gerou um aumento na excreção de sódio, sem alterar a excreção de potássio, gerando uma diminuição da pressão sistólica e diastólica, sem diferenças significativas para o captopril. (5)

Segurança:

Um estudo mostrou que o uso prolongado do hibisco pode causar lesão hepática, com aumento de AST, ALT e albumina sérica. (6)

Referências Bibliográficas:

1- Rasheed DM, Porzel A, Frolov A, El Seedi HR, Wessjohann LA, Farag MA. Comparative analysis of Hibiscus sabdariffa (roselle) hot and cold extracts in respect to their potential for α-glucosidase inhibition. Food Chem [Internet]. 2018;250:236–44. Available from: https://doi.org/10.1016/j.foodchem.2018.01.020

2- Haji Faraji M, Haji Tarkhani AH. The effect of sour tea (Hibiscus sabdariffa) on essential hypertension. J Ethnopharmacol. 1999;65(3):231–6.

3- Mahan LK, Escott-Stump S, Raymond JL. Krause Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 13a. Rio de Janeiro: Elsevier; 2012. 1227 p.

4- Odigie IP, Ettarh RR, Adigun SA. Chronic administration of aqueous extract of Hibiscus sabdariffa attenuates hypertension and reverses cardiac hypertrophy in 2K-1C hypertensive rats. J Ethnopharmacol. 2003 Jun 1;86(2–3):181–5.

5- Herrera-Arellano A, Flores-Romero S, Chávez-Soto MA, Tortoriello J. Effectiveness and tolerability of a standardized extract from Hibiscus sabdariffa in patients with mild to moderate hypertension: a controlled and randomized clinical trial. Phytomedicine. 2004 Jul 20;11(5):375–82.

6- Akindahunsi A., Olaleye M. Toxicological investigation of aqueous-methanolic extract of the calyces of Hibiscus sabdariffa L. J Ethnopharmacol [Internet]. 2003 Nov;89(1):161–4. Available from: https://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/S0378874103002769

7- McKay DL, Chen C-YO, Saltzman E, Blumberg JB. Hibiscus Sabdariffa L. Tea (Tisane) Lowers Blood Pressure in Prehypertensive and Mildly Hypertensive Adults. J Nutr [Internet]. 2010 Feb 1;140(2):298–303. Available from: https://academic.oup.com/jn/article/140/2/298/4600320