Quercetina

Última Atualização: 29/08/2021

A quercetina é um flavonóide e antioxidante polifenólico natural, que apresenta propriedades anti-inflamatórias, anticarcinogênica, atua no sistema imunológico, tem atividade antiviral, reduz o efeito da formação de cataratas nos diabéticos, é hepatoprotetora e gastroprotetora (pós integrativa)

Há inúmeras aplicações na medicina principalmente nos tratamentos de problemas circulatórios e capilares, incluindo inflamações de qualquer tipo. (pós integrativa)

A quercetina é um flavonoide  da classe dos polifenóis, encontrado em frutas e vegetais como, cebola, maçã,  frutas vermelhas, uva e brócolis, cebola tomate, chá, vinho tinto. (1)

Estudos em humanos verificaram que a suplementação de 1000mg/dia em indivíduos não treinados submetidos a protocolo de exercício durante 2 semanas não foi capaz de alterar a expressão de marcadores da biogênese mitocondrial como o coativador-1 do receptor ativado por proliferador de peroxissoma gama (PGC-1α) e sirtuína 1 (SIRT1). (1)

Outro estudo, realizado com ciclistas treinados mostrou que a suplementação com 1000mg/dia de quercetina associada a orientação nutricional com padrnizaão dietética durante 3 semanas não foi capaz de alterar marcadores inflamatórios e do estresse oxidativo. (1)

Marcadores da função neuromuscular também foram avaliados. A inggestão aguda de 1g/dia de quercetina em homens adultos não treinados foi capaz de promover um aumento no desempenho, possivelmente em decorrência de seu efeito psicoestimulante semelhante ao da cafeína.  Esses autores concluíram que a suplementação pode ser uma estratégia com potenciais efeitos positivos no esporte e no desempenho muscular. (1)

Suplementação:

Ainda são necessários mais estudos para validar a suplementação de quercetina, principalmente em atletas. (1)

Dosagem usual: até 500 a 1000mg ao dia. (pós integrativa)

Referências bibliográficas:

1- Lancha Jr. AH, Longo S. Nutrição do Exercicio Físico ao Esporte. 1a. São Paulo: Manole; 2019. 262 p.