Vitamina B3 – Niacina

Última Atualização: 09/08/2021

Biodisponibilidade e Metabolismo:

Forma ativa: NAD / NADH / NADPH

Recomendações Nutricionais:

RDA:

UL

Fontes Alimentares: Carnes vermelhas, milho, peixes, leite e derivados.

A niacina ou ácido nicotínico é constituinte das enzimas NAD+ e NADP, atuando como receptores ou doadores de elétrons.(1)

Suplementação:

Hexanicotinato de Inositol (niacina no flush):

é uma forma especial de liberação lenta da Niacina. É constituído por seis moléculas de ácido nicotínico (niacina) com uma molécula de inositol. A Niacina, conhecida como Vitamina B3, é um cofator essencial de várias vias metabólicas no corpo devido ao seu papel nas coenzimas NAD (nicotine-adenine dinucleotide) e NADP (nicotine-adenine dinucleotide phosphate) e nas reações de óxido-redução nas mitocôndrias. Inositol, segundo mensageiro intracelular, mostrou reduzir a resistência à insulina e aliviar PCOS (Síndrome do Ovário policístico). Dosagem usual: até 1500mg ao dia. (pós Integrativa)

Cuidado com o uso excessivo de niacina, (doses de 30-1000mg/dia). Pode gerar “flushing”, que é um aumento na secreção de histamina (com efeito vasodilatador e secretagoga) (Pós VP)

A nicotinamida (forma ativa da vit. B3, também é utilizada como suplementação no tratamento da pelagra, no tratamento topico de acne leve a moderada,entre outros… (pós)

Dose usual: 20-1000mg/dia

B3 e Dislipidemia:

Apresenta ação na dislipidemia, atuando na redução dos triglicerídeos, do LDL e da Lipoproteina A (Pós VP)

B3 e Neuromodulação:

B3 é agonista de GABA. (Pós VP)

Referências Bibliográficas:

1- Lancha Jr. AH, Rogeri PS, Pereira-Lancha LO. Suplementação Nutricional no Esporte 2a Ed. 2a. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2019. 266 p.